CBN Foz

Turistas abandonam belas paisagens do Mali

Mas uma onda de sequestros, um golpe e uma rebelião armada no norte do país - que levou a uma intervenção militar da França, em janeiro de 2013 - praticamente destruíram a indústria turística do país (Foto: Tommy Trenchard)Mas uma onda de sequestros, um golpe e uma rebelião armada no norte do país - que levou a uma intervenção militar da França, em janeiro de 2013 - praticamente destruíram a indústria turística do país (Foto: Tommy Trenchard)

A antes florescente indústria turística do Mali, que gerava emprego para milhares de pessoas, vê seus lucros minguarem à medida que a instabilidade no país afugenta os visitantes.
Uma onda de sequestros, um golpe e uma rebelião armada no norte do Mali - que levou a uma intervenção militar da França, em janeiro de 2013 - praticamente destruíram a indústria turística do país.

A cidade de Djenné, considerada patrimônio mundial pela Unesco e sede de uma das maiores mesquitas de barro do mundo, era uma das principais atrações malinesas. Agora, seus hotéis, restaurantes e feiras de artesanato estão desertos.
 

Muitos governos ainda advertem contra a ida de turistas a grande parte do Mali, incluindo Djenné, a região Dogon e a cidade histórica de Timbuktu.

A BBC conversou com moradores do Mali para saber como o ocaso do setor turístico está afetando suas vidas.

Amagali Guindo, que passou 12 anos produzindo tradicionais tecidos tingidos em uma aldeia Dogon, agora tem de viajar às cidades próximas para vender seus produtos (Foto: Tommy Trenchard)Amagali Guindo, que passou 12 anos produzindo tradicionais tecidos tingidos em uma aldeia Dogon, agora tem de viajar às cidades próximas para vender seus produtos (Foto: Tommy Trenchard)

Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Ads_P

...........................................................................

CBN Foz

Topo Versão Web

twn A versão Mobile é a indicada para seu dispositivo, caso confirme, será direcionado para versão clássica