Parcialmente nublado
Ashburn, USA
A+ A A-

Oferecimento

Rodoviários fazem greve enquanto Agnelo entrega novos ônibus no DF

Por  | Para: CBN Foz

Motoristas e cobradores que trabalham nas linhas de ônibus do novo sistema de transporte público do Distrito Federal em Samambaia fizeram uma paralisação relâmpago na manhã desta sexta-feira (21) em protesto pelo não recebimento dos salários e benefícios. A ação ocorreu enquanto o governador Agnelo Queiroz entregava 163 veículos na região, que tem 221 mil habitantes.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Rodoviários João Jesus de Oliveira, a greve durou cerca de 20 minutos e foi resolvida depois que a empresa que assumiu o sistema na região se comprometeu a pagar os salários e o tíquete-alimentação ainda nesta sexta.

Estação do Metrô de Samambaia, no DF, fica lotada durante paralisação de rodoviários na região (Foto: Kleber Alexandre/G1)Estação do Metrô de Samambaia, no DF, fica lotada
durante paralisação de rodoviários na região
(Foto: Kleber Alexandre/G1)

Por causa da manifestação, as estações de metrô ficaram lotadas durante a manhã. Os funcionários do serviço orientavam os usuários e davam prioridade a gestantes e pessoas com deficiência. Apesar das longas filas, os passageiros disseram que estavam sendo atendidos dentro de um prazo satisfatório.

Esta é a segunda paralisação da categoria em menos de uma semana. Na terça, rodoviários que trabalham nas linhas de ônibus do Grupo Constantino não saíram dos terminais de Santa Maria e do Gama. A empresa diz não ter dinheiro em caixa para dar baixa nas carteiras, como combinado com o Ministério Público. Também afirmou não ter previsão para regularizar a situação.

A categoria trava uma disputa com as empresas que não venceram a licitação no novo sistema, mas que não demitem os funcionários, como acordado com o Ministério Público. O combinado era de que, após a rescisão, eles fossem contratados pelas novas responsáveis pelo transporte.

A concorrência pelo transporte público do DF foi dividida em cinco bacias. Ao todo, 3 mil novos ônibus devem estar nas ruas até o final de fevereiro. A previsão do governo é que 700 veículos entre os 3.900 da frota atual permaneçam em operação.

R$ 120 milhões
Em 22 de outubro, os deputados distritais aprovaram em plenário o projeto de lei que permitiria ao GDF pagar as rescisões trabalhistas dos rodoviários dispensados pelas empresas que estão deixando o sistema de transporte público. O repasse total seria de R$ 120 milhões.

A iniciativa foi contestada pelo Ministério Público. O promotor de Justiça Antônio Suxberger afirmou que os deputados não poderiam criar despesa para o transporte público, o que é vedado pela Lei Orgânica do DF.

No dia 17 de dezembro, o Conselho Especial do Tribunal de Justiça acatou em caráter liminar a contestação do MP. Não há prazo para o julgamento do mérito.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

  1. Últimas
  2. + Lidas
 

Rádio Comunicadora de Foz do Iguaçu Ltda - AM 1320 KHz - Avenida Paraná, 201 - CEP 85857-970
Site melhor visualizado em 1100x1800. Atualize seu navegador para uma melhor experiência de navegação em nosso site
CBN Foz