Oferecimento

Carnaval 2014: Mocidade Alegre é campeã do Carnaval em SP

Por  | Para: CBN Foz
Mocidade Alegre conquista pela terceira vez o título de campeã do Carnaval de São Paulo.O enredo escolhido foi "Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar!". Assinado pelos carnavalescos Sidnei França e Márcio Gonçalves, o desfile encantou o público ao falar sobre as diferentes maneiras de vivenciar a fé 
mocidade-alegre
Mergulhando na religiosidade de várias partes do mundo, a escola vestiu várias de suas alas com elementos de religiões como o judaísmo, o candomblé, o islamismo, o espiritismo e crenças indígenas como a pajelança cabocla, as benzedeiras e os curandeiros. "Oh pai, conduz teus fiéis a buscar / na eternidade encontrar, a salvação", diz um do versos do samba-enredo da Mocidade. A superstição também foi levada à avenida, com componentes fantasiados de gato preto, horóscopo e numerologia. "Arruda pra benzer / ervas pra curar / tem reza forte da maria benzedeira", cantaram os 3.500 integrantes no refrão.
 
Rebaixadas
O quesito evolução também causou uma reviravolta na briga contra o rebaixamento. A Nenê de Vila Matilde vinha em último lugar desde a leitura do primeiro quesito – fantasias –, mas se recuperou na evolução. Leandro de Itaquera e Pérola Negra foram muito mal no quesito e terminaram nas duas últimas posições – rebaixadas ao Grupo de Acesso
 
História
O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Mocidade Alegre é uma Escola de Samba da cidade de São Paulo. Foi campeã do Grupo Especial por nove vezes, e intitula-se a "Morada do Samba".

Durante a década de 60, diversos grupos de homens fantasiados de mulher saíam pela ruas do bairro no Carnaval. Um desses grupos, era o Mariposas Recuperadas, fundado em 1952, por Juarez Cruz, que era natural de Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, e queria brincar o Carnaval à moda de sua cidade natal. Com a introdução de mulheres e crianças, foi este bloco que deu origem à escola de samba Mocidade Alegre, em 1967.
 
Campeã do então Grupo 3 em 1969, e do então Grupo 2 em 1970, a escola levou o título do então Grupo 1 (atual Grupo Especial) logo no seu primeiro ano, totalizando uma sequência de cinco anos de vitórias ininterruptas com o tricampeonato do Grupo Especial em 1973. A escola ainda chegaria a ser campeã novamente em 1980, e a partir daí passaria por um longo jejum de 24 anos sem títulos, sem no entanto nunca ter caído para os grupos inferiores, voltando ao topo do Carnaval Paulistano com o título de 2004.
 
Na primeira década do século XXI, a Mocidade, já sob o comando da presidente Elaine Cristina Cruz Bichara, contratou o intérprete Daniel Collête para puxar seus sambas. Elaine faleceu em 2003 (ano em que a Mocidade foi vice-campeã), pouco tempo após terminar de ajudar a escrever a sinopse para o enredo de 2004, quando a escola voltou a conquistar um título do Grupo Especial. A partir daí a Mocidade Alegre voltou a figurar entre as grandes de São Paulo. Em 2006 houve um susto durante o desfile quando um defeito num mecanismo que faria sair faíscas de fogo da fantasia da rainha de bateria, Nani Moreira, fez com que essa tivesse algumas leves queimaduras, sem no entanto abandonar o desfile.
 
A Mocidade voltou a ganhar o título de 2007, quando foi a última a desfilar, com um enredo leve sobre o riso, sendo o seu título reconhecido sem contestações pelas co-irmãs.
 
Em 2008, ainda sob o comando da presidente Solange Cruz Bichara, repatriou o intérprete Clóvis Pê,a Mocidade Alegre ficou em 2º lugar, somente atrás da Vai-Vai. As duas agremiações empataram rigorosamente com a mesma pontuação, mas a Escola da Bela Vista conquistou o título pois o desempate foi definido em sorteio antes da apuração, pois obteve 30 pontos no Quesito Harmonia, onde a Morada do Samba obteve 29,75.
 
Para 2009, a Mocidade fez a proposta ao seu carnavalesco (Zilkson Reis) para que integrasse uma Comissão de Carnaval, e este não aceitou, transferindo-se para a Gaviões da Fiel.A direção deu continuidade com a proposta de uma Comissão de Carnaval, formada por Sidnei França, Márcio Gonçalves, Flávio Campello e Fábio Lima, por acreditar ser este o melhor formato para a Escola, que com o enredo "Da Chama da Razão ao Palco das Emoções... Sou Máquina, Sou Vida... Sou Coração Pulsando Forte na Avenida!!!", conquistou mais um título no Carnaval Paulistano.
 
No dia 3 de março de 2009 morreu Juarez da Cruz, um dos fundadores da escola de samba Mocidade Alegre. Ele havia passado mal no dia 24 de fevereiro, logo após a apuração dos votos que deu o título à escola. Cruz estava internado desde a ocasião em um hospital na Liberdade, Centro de São Paulo.
 
Em 2010, na busca pelo 8º título, a Mocidade trouxe como enredo Da criação do universo ao sonho eterno do criador ... Eu sou espelho e me espelho em quem me criou.Um dos destaques da escola era a fantasia feita com leds, que fazia parte da comissão de frente,a fantasia teve destaque pois partes dela variava entra as cores:Azul,Vermelho e Verde.Esse desfile foi consagrado pelo jornal Estado de São Paulo,por ter um enredo alegre,bem explicado,criativo, com fantasias luxuosas ,alegorias imponentes e um samba-enredo empolgante.Numa das apurações mais tensas dos últimos anos,a Mocidade acabou perdendo o campeonato por 0,25 pontos para a Rosas de Ouro
 
Em 2011 a Mocidade apresentou o enredo "Carrossel das Ilusões" a escola foi a terceira a desfilar no Anhembi. Como era de se esperar mais uma vez a agremiação inovou no mundo do Carnaval. Além da rainha de bateria Naninha, substituindo Nani Moreira, trouxe junto com a bateria várias passistas fantasiadas de Joaninhas, enquanto os integrantes da bateria vieram fantasiados de grilos falantes fazendo do desfile um marco na história do Carnaval. Veio com um dos mais belos desfiles do ano, sendo colocado por muitos como o melhor, porém um dos carros da escola não suportou o peso e acabou quebrando antes mesmo de entrar na avenida. Com esse problema a Mocidade que viria lutar pelo título acabou ficando apenas com um 7° lugar, ficando fora do desfile das campeãs. Algo que não acontecia desde o ano de 2002. Ao final do desfile em declaração à imprensa a presidente Solange Bichara, já sabendo do acontecido declarou emocionada.

Em 2012, com o enredo "Ojuobá - No Céu, os Olhos do Rei... Na Terra, a Morada dos Milagres... No Coração, Um Obá Muito Amado!" Levou para o sambódromo a mais importante obra de Jorge amado "Tenda dos Milagres", reconhecida no mundo inteiro. Aclamado pelo público e muito bem recebido pela comunidade, a Mocidade apresentou o maior desfile de sua trajetória, num dos carnavais mais "afros" da história da escola. Após o anúncio para as eliminatórias, durante o desenvolvimento do enredo, receberam 21 sambas para concorrerem e virar o hino da escola em 2012.
 
No dia 11 de setembro de 2011 foi realizada a final para escolha do samba para o ano de 2012. Todos na escola se surpreenderam pela quantidade de espectadores presentes, chamando a atenção também da imprensa que registrou a reação do público ali presente, deixando todos os integrantes da escola emocionados. Foram apresentados quatro obras. Numa disputa emocionante, venceu a parceria de Fernando, Leandro Poeta, Renato Guerra, Rodrigo Minuetto, Thiago e Vitor Gabriel. A letra do samba caiu rapidamente na boca do povo sendo apontado como o mais forte e bonito dentre todos, principalmente o refrão principal: O rufar do tambor vai ecoar, tenho sangue guerreiro, sou Mocidade. A luz de Ifá vai me guiar. Ojuobá espalha axé felicidade.
 
Foi declarada a Campeã do Carnaval de 2012 após uma tumultuada apuração no dia 21/02 deste ano. A escola liderou a apuração até o último quesito quando um integrante de outra escola invadiu a praça da organização, onde anunciavam as notas, e rasgou os envelopes contendo as notas dos dois últimos jurados do quesito Comissão de frente1 . Os diretores das escolas se reuniram com os diretores da Liga para decidir se seria dado ou não o título à Mocidade. Após mais de cinco horas foi decidido que a Mocidade é a campeã do Carnaval 2012 .
 
Para 2013 trouxe o enredo 'A Sedução Me Fez Provar,Me Entregar À Tentação... Da Versão Original, Qual Será O Final?' que falou da vontade que todo o ser humano tem de mudar o final de qualquer história, seja ela verdadeira ou não. No lançamento do enredo já chamou a atenção da comunidade e admiradores da Escola. Fez um desfile muito bonito e criativo,e chegou na apuração como uma das favoritas.O 1º lugar veio depois de uma apuração tensa,que foi decidida no desempate com a Rosas de Ouro. A Mocidade levou a melhor devido as melhores notas no desempate, sendo o 9º título da escola3 .
 
Em 2014, na busca do tri consecutivo. a escola que não terá Clóvis Pê, por ser exclusivo do Império Serrano a escola traz outro intérprete carioca: Igor Sorriso, que defendeu a Tucuruvi, no carnaval 2013

Curiosidades
Em 1967 na Federação das Escolas de Samba, blocos e Cordões Carnavalescos de São Paulo, haviam poucas entidades, e as mesmas na época tinham comum acordo com a Federação para que as novas escolas que viessem a se filiar não utilizá-sem as cores das agremiações já filiadas. Portanto viemos a optar pelo vermelho e verde, pois as duas cores conforme o Sr. Pedro Tambelline, na época bordador e destaque do Mocidade Alegre, eram cores degrade e com a combinação das duas viríamos a obter vários tons.
 
O Símbolo que é um Brasão com um casal de passistas, foi feito também por Pedro Tambelline e é relacionado com o nome da agremiação, pois são dois jovens (Mocidade) dançando (Alegre).
E por fim o nome foi escolhido por um radialista da Rádio América que era conhecido como SPIKE e que hoje é muito conceituado no mundo sambístico, que é o Sr. Evaristo de Carvalho. Ele viu o bloco que na época era para ser batizado de Mocidade Louca pois era o nome de uma escola de samba na cidade de Campos-RJ de onde vieram seus fundadores, e achou que eram rapazes bem jovens e alegres, por isso denominou-se Mocidade Alegre, a Morada do Samba.
Atualizado em

Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


  1. Últimas
  2. + Lidas
 

Rádio Comunicadora de Foz do Iguaçu Ltda - AM 1320 KHz - Avenida Paraná, 201 - CEP 85857-970
Site melhor visualizado em 1100x1800. Atualize seu navegador para uma melhor experiência de navegação em nosso site

Clube CBN Foz ou Cadastre-se

Rádio CBN FOZ - A Rádio que Toca Notícia

Faça parte do Clube CBN Foz

Registre-se