Menu
Prev Next

Eleições no Paraguai: saiba mais sobre a votação deste domingo

  • !
  • Por 

    Ouça na íntegra

A CBN Foz veiculou, na manhã deste sábado, programa especial sobre as eleições presidenciais marcadas para este domingo (21) no Paraguai (ouça na íntegra no áudio acima).

PARAGUAI 200413

Em jogo, temas importantes como o retorno do país ao Mercosul, a normalização das relações com os países vizinhos, o combate à corrupção e à pobreza e o desafio de alavancar a economia e superar as barreiras sociais.

Os 3.516.273 eleitores farão a escolha do novo presidente, vice-presidente, 45 senadores, 80 deputados, 17 governadores, deputados regionais e parlamentares do Mercosul, para mandatos de cinco anos.

GUIA RÁPIDO

Como funciona a eleição para presidente no Paraguai?

Não há reeleição ou segundo turno na corrida pela presidência, governos regionais ou prefeituras no Paraguai. Independente do percentual ser inferior a 50% dos votos válidos, o primeiro colocado é declarado vencedor das eleições. O voto ainda ocorre de forma manual, em cédulas de papel, o que torna o processo de contagem mais lento e suscetível a questionamentos e denúncias de fraudes. O voto é obrigatório, porém, como não há histórico de punições, o índice de abstenção costuma oscilar entre 30% e 40%. A votação ocorre no dia 21 de abril, nos períodos manhã e tarde (das 07h00 às 16h00, hora local).

Como são eleitos os deputados e senadores?

No Paraguai, não há a opção do voto nominal em um candidato. Os partidos montam listas (chapas) de candidatos e o eleitor deve votar em uma delas. Dependendo da quantidade de votos obtida por cada uma das chapas, determina-se a quantidade de cadeiras para cada legenda. Se o partido "X" conquistar, por exemplo, votos suficientes para eleger cinco senadores, os cinco primeiros nomes da lista para o Senado (cuja ordem é definida durante a convenção partidária) serão os eleitos. O Senado conta com 45 cadeiras, enquanto que, a Câmara dos Deputados, têm 80 legisladores. No caso dos parlamentos regionais, a quantidade de legisladores varia de acordo com a população do departamento (estado).

Por que as eleições no Paraguai interessam ao Brasil?

Além de vizinho de fronteira, o Paraguai faz parte do Mercado Comum do Sul (Mercosul) e abriga a segunda maior colônia brasileira no exterior, os chamados brasiguaios, com cerca de 400 mil indivíduos. O país é, também, dono de 50% da usina de Itaipu, que abastece um em cada cinco lares brasileiros. Pela fronteira com o Paraguai ingressam ao Brasil, diariamente, milhões de dólares em contrabando e produtos ilícitos como drogas, armas, medicamentos e até produtos agrícolas de uso altamente nocivo ao ambiente e à saúde. As fronteiras secas pouco povoadas do Paraguai são, também, refúgio para bandidos e organizações criminosas combatidas em território brasileiro.

Quando toma posse o novo presidente?

As eleições acontecem em 21 de abril, porém, o presidente eleito e os novos governadores tomarão posse apenas no dia 15 de agosto, para mandato de cinco anos. Curiosamente, deputados e senadores assumem suas cadeiras 45 dias mais cedo, em 1º de julho. Neste período, recebem a incumbência de elaborar o orçamento a ser utilizado pelo próximo mandatário.

RESUMO DO CENÁRIO POLÍTICO

Colorados tentando voltar ao poder. Liberais buscando manter-se à frente da presidência. Esquerda visando ampliar seu espaço na cena política do país. Oviedistas em busca de encontrar seu nicho após a morte do líder e fundador do partido. Estão dadas as cartas. Acompanhe, na CBN Foz, os próximos lances desta disputa.

Atualizado em Sábado, 20 Abril 2013 14:12
voltar ao topo

Veja mais